sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Meu 1º Selinho

Este selinho ganhei há alguns dias da Déia do Amor de Mãe e ganhei outro ontem da Micheli do Clarinha Coqueirinho mas só hoje aprendi como postá-lo.... Sou nova nesse mundo dos blogs, hehehe

Déia e Mi adoreiiiiiiiiiiii, obrigada!

1. Que cidade você mora?
Guaratinguetá / SP - Vale do Paraíba

2.Trabalha em que?
Administradora

3.Gosta do que faz?
Dentro da minha realidade SIM.

4.Empregado ou patrão?
Um pouco dos dois (trabalho com meu pai, rs).

5.Se não trabalhasse nisso o que faria?
Adoraria trabalhar com animais ou qualquer coisa na praia, até mesmo vender água de côco, rs*

6.Trabalharia em setor administrativo ou como professora?
Administrativo... sem dúvida!!

7. Como é sua rotina?
Casa, filho, trabalho, casa (agora uma corridinha a noite para eliminar uns quilinhos).

8. O que faria se ganhasse na Mega hoje?
Compraria uma passagem para Fernando de Noronha e lá pensaria no que fazer com a grana.


9. Qual a melhor e a pior coisa de ser mãe?
O melhor de tudo é ver a satisfação, desenvolvimento e a alegria contagiante no rosto do meu pequeno. E a pior..... acho que não tem pior, essa palavra é bem forte e bem negativa, mas a maternidade tem o lado cansativo, a falta de tempo, ve-los doentinhos nos corta o coração, enfim.... se for ver bem, ser MÃE É TUDO DE BOM!!!!

E como manda o figurino, passo o selinho para 5 pessoas:

Gabriela - Mães Mothernas

Bjs.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Saúde é o que Interessa...

Sempre percebi que Graças a Deus meu menino é uma criança muito saudável, raramente fica doente e quando fica é bem de leve e nem o abala. Febre nunca acima de 38,5 ºC, mas nunca havia parado para fazer um balanço desses dias.

Hoje como tá tudo muuuuuito tranquilo aqui no escritório, comecei a fazer esse balanço e decobri que em quase 1 ano e 7 meses meu pequeno só ficou doente 3 vezes.

1º 29/07/2009 - VIROSE
  • Febre oscilando entre 38ºC e 38,5ºC
  • Manchas brancas na garganta (não era amigdalite  - esse diagnóstico só apos 18 meses)
  • Diarréia.
Receituário: Alimentação leve, bastante água, colinho e carinho de mãe!! Nada que comprometesse seu bom humor, percebi que estava com febre pois ele ficou bem sonolento, mas durante o tempo em que estava acordado, sempre rindo e brincando.

2º 23/10/2009 - SINUSITE 
  • Olhos sujos com uma remela amarela e pegajosa
  • Nariz congestionado.
Receituário: Antibiótico (Novamox), inalação, anti alérgico (Celestamine) e salsep (para lavar as narinas). Não teve nenhum sintoma só estranhei mesmo essa remela que surgiu do nada, a explicação da médica foi que o fato da sinusite estar bem atacada na região alta da face, fez com que saísse pus pelos olhos, oh dó!!!

3º 20/01/2010 - VIROSE
  • Febre 38.1ºC (durou 3 dias)
  • Vômito (1 vez)
Receituário: Alimentação leve, bastante água, colo e carinho de mãe, hehehe...

É isso aí, peço a Deus que ele seja sempre assim saudável.
Bjs

Cama Compartilhada

Estava lendo um post de uma mãe "desesperada" pois sua menininha de 1 ano e pouquinho que sempre dormiu muito bem, recentemente começou  a dar trabalho durante a noite, foi depois de comentar em seu blog que resolvi fazer esse post, para falar das "noites mais ou menos" do Pedro.

Como sempre comento aqui, o Pedro tem uma rotina diária. Tudo tem hora: suco, mamá, almoço, banho, cochilo, claaaaaaaaaro que sair da rotina uma vezinha não mata ninguém né??? Mas sempre que possível procuro seguir a risca os horários.

Acontece que isso nem sempre ajudou muito no sono do Pedro, ele desde pequeno nunca teve o hábito de dormir a noite toda (ele é muito agitado), antes porque acordava sempre para mamar e depois por sentir minha falta e esse é o motivo pelo qual ele acorda até hoje.

Confesso que por váááááárias vezes tentei fazê-lo dormir sem leva-lo pra minha cama e isso me desgastava bastante porque demorava e como acordo cedo pra trabalhar era exaustivo demais.

Num "belo" (não sei se tão belo assim) dia, resolvi que o levaria para minha cama e posso ser sincera??? Eu não me importo mais. NÃO acredito que a cama compartilhada cause dependência emocional nas crianças (muito pelo contrário, acredito que sentem-se mais seguros), NÃO nos atrapalha em NADA (nossa cama é bem grande e ele sempre acorda depois que já estamos num sono pesado), rs*.

Conclusão passei a dormir bem melhor, fico agarradinha nele a noite toda, vira e mexe ele me  dá cabeçadas (na tentativa de dividir o travesseiro), pontapés, mas eu nem ligo.... fico cheirando seu pescocinho e daqui alguns meses, quando ele entender melhor as coisas, vejo como fazer para que fique a noite toda em seu quarto (sem dúvida PREFIRO assim).

Sei que passaremos por vários processos como troca do berço pela cama, desfralde entre outros e espero que essa prefêrencia pelo quarto dele ocorra naturalmente. Optei por não forçar a barra  por enquanto, afinal de contas ficamos longe um do outro o dia todo, penso que é uma demostração de carinho, passar a noite agarradinhos.

Devo admitir que sempre achei desnecessário filho dormir na cama ou no quarto dos pais, achava que atrapalhava (claro que cada caso é um caso - não dá para generalizar), mas aprendi que falar no que é ideal é mais fácil que fazê-lo.

Vivendo e aprendendo!!!
Bjs

Isso tudo é AMOR DEMAIS!!!

Meninas já aconteceu com alguma de vocês a cena em que seu filho na sua presença fica inquieto, agressivo, manhoso ou meio choroso??? Ou a cena em que ele ficasse com tudo isso ao mesmo tempo???

Pois é, já havia notado isso entre mim e o Pedro, é isso mesmo.... é só comigo!!! Mas depois de ontem resolvi escrever esse post.

O Pedro ainda não vai para escolinha, mas fica com minha mãe para eu trabalhar, como a casa dela é bem proxima do meu trabalho, todos os dias almoço la pra ficar 1 horinha com ele e o que acontece toda vez que eu chego??? Se ele está quieto e bonzinho se transforma e fica manhoso, quarendo colo, etc. Se esta almoçando, é só me ver que recusa a comida e fica todo manhoso...

Ontem foi o "Ó", meu marido está de férias e ontem fez questão de ficar o dia todo com o Pedro, não vi meu pequeno durante o dia e quando cheguei em casa, búúúúúúúúúmmmm a transformação. Sem brincadeira, ele conseguiu tirar nós dois do sério, queria ficar em cima da mesa, em cima da pia, lugares assim "nada a ver" e não colocasse pra ver, aquele berreiro, queria que eu sentasse no chão, sentei no sofá e aquela choradeira, ah fala sério né?

O léo até disse:

- Giovana ele estava ótimo o dia todo, foi so você chegar!

De certa forma me senti um pouco mal, como em todas as outras vezes em que ele fez isso, tenho lido algo sobre esse assunto e percebo que acontece com 99,9% das mães, mas mesmo assim essa sensação é inevitável, parece que há algo de errado com a gente não é mesmo?

No caso de ontem como nos outros dias sei que essa é uma maneira dele expressar seus sentimentos, sei que isso tudo é sinônimo de saudade, amor... é querer estar perto e ontem quando percebi que era isso, cancelei minha corrida (que iniciei essa semana), seria muito simples me livrar de todo esse estresse, era só ir correr, deixaria-o na Vó Mariazinha, ele ficaria super discontraído lá e depois o pegava pra dormir, mas meu coração de mãe não deixou que eu fizesse isso.

Também seria uma sacanagem né, sabendo que ele queria ficar comigo, grudado, brincando deixa-lo na casa da avó.... o mínimo que pude fazer foi colar nele até  hora dele dormir.... depois disso tudo passou e a casa ficou calma....

Bom é isso, sei que não estou sozinha nessa e que o jeito mesmo é suprir as necessidades e as carências do nosso pequeno, poxa não custa nada, ficamos longe o dia todo. Assim ele se sente AMADO e  NÓS também. E não podemos nos esquecer de aproveitar cada momento, pois cada fase é única e passa muuuuuuuuito rápido.

Bjs

Animais de Estimação

Sempre achei muito importante o convívio entre crianças e animais e acredito que não há idade para o início dessa relação tããããão saudável, em casa por exemplo, desde minha gestação já ficava ansiosa por esse dia, o dia de apresentar meu filho, aos meus amados cães e também já passava pela minha cabeça o receio de ter meu tempo dedicado à eles diminuido em mais da metade, bebês tomam muito nosso tempo.

Antes de ter alta no hospital, já estava pensando: Como será que a Brisa e o Jhow irão reagir???? Estava tranquila, achava que eles é que teriam um certo receio de chegar perto e foi assim mesmo.

Chegando em casa com o Pedro fui logo apresentá-lo aos bichos e foi exatamente como eu esperava, cada um na sua.... a Brisa e o Jhow o cheiraram, curiosos, abanaram o rabo e logo saíram. Estavam mesmo era com saudades de mim.

Deste dia em diante nasceu uma amizade muito bacana entre meu filho e meus "melhores amigos" o Jhow (um projeto do salsichinha) está comigo há quase 12 anos e a Brisa (um pastror branco) há pouco mais de 9....

Sinceramente fico muito tranquila em deixa-los juntos, apesar de algumas pessoas me acharem louca, acham que não devo deixa-los sozinhos, pois cachorros tem temperamentos e reações inesperadas,  também acredito, claro que não deixo os caes tomando conta do Pedro para ir ao supermercado ou à padaria (hehe), estou sempre por perto e atenta, mas deixo-os a vontade, não tenho aquela neura.

Acredito que esse convívio seja de extrema importância para o desenvolvimento da afetividade, auto-estima e auto-confiança das crianças e vai muito além, pois desenvolve a comunicação verbal e a empatia. Por exemplo em casa desde que o Pedro reconheceu os cachorros ele já começou a manifestar sentimentos de alegria (achava diferente uma coisa peluda pulando e maior que ele); afeto (faz carinhos e abraça-os - sempre na nossa presença); amizade (brinca muito com a Brisa (o Jhow é meio ranzinza) de bola, de correr; aprendeu a dividir e a cuidar, dando-lhes pães, biscoitos (de cahorro é claro), ração. Além desses sentimentos bons, tem os sentimentos de frustração como o da perda, nesse aspecto da vida e da morte, o animal de estimação tem um papel muito importante pois a criança aprender a lidar com a dor e a perda.

Enfim, ter um bichinho em casa  tráz inúmeros beneficios inclusive para nós que já somos bem grandinhos (os meus me alegram, exercitam minha paciência em certos momentos, me agradam quando fico triste, etc).

Abaixo parte de um texto que peguei do site www.amigosdelosanimales.org

A criança que convive com animais, é mais afetiva, repartindo as suas coisas, é generosa e solidária, demonstra maior compreensão dos acontecimentos, é crítica e observadora, sensibiliza-se mais com as pessoas e as situações.

Apresenta autonomia, responsabilidade, preocupação com a natureza, com os problemas sociais e desenvolve uma boa auto-estima.

Relaciona-se facilmente com os amigos, tornando-se mais sociável, cordial e justa. Sabe o valor do respeito.

Desenvolve a sua personalidade de maneira equilibrada e saudável, tendo mais facilidade para lidar com a frustração e liberta-se do egocentrismo.

Escolha do animal de estimação
Enquanto qualquer animal de estimação pode proporcionar prazer as crianças, é importante que se escolha o animal adequado para sua família, sua casa e estilo de vida, e um que a criança possa ajudar a cuidar.  Os pais devem ter cuidados e não escolher animais agressivos como animais de estimação e não esquecer que até mesmo os domésticos podem ser imprevisíveis.


Cuidados com os animais
As crianças deve-se lembrá-las, que os animais, assim como as pessoas, necessitam de alimento, água, exercício e carinho. Explicar que o animal muitas vezes não sabe o que está fazendo e orientar a criança de forma a aprender a lidar com ele com respeito e dedicação e não irritar-se quando o animal não obedece. Conforme a idade da criança, é importante que os pais atribuam a elas algumas responsabilidades quanto ao cuidado do animal, como dar comida, remédio ou pentear o pêlo. Os pais são modelos por excelência. As crianças aprendem a ser os donos responsáveis de seu animal de estimação observando o comportamento dos pais.

Pensem nisso.... bjs.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Sobrevivi....

Gente hoje acordei super bem disposta, já brincando com o Pedro na cama, colocando roupa no varal, alimentando os caes e num pique só pra vir pro escritório e posso confessar??? Estava com saudades já.

Deixei o Pedro na casa da minha mãe e quando cheguei no escritório ja comecei a colocar as coisas em ordem, não demorou muito e minha mesa estava "bombando" de coisas: papéis, boletos, notas fiscais, aff... Achei que ia enlouquecer, também não é pra menos 10 dias de coisas acumuladas, hehehe.

Ufa!!!! Terminei tudo, achei que não fosse dar tempo, mas ainda bem que deu sim, consegui devorar 300ml de açaí com banana enquanto acompanhava meus blogs favoritos, fiz esse post e  consegui pensar no próximo assunto que vou escrever.

Inté +

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Acaboooooooou, acabou!!!!


Ahhhhhhhhhhhh, tá batendo um friozinho na barriga, um aperto no peito..... hoje pra mim ja é um dia normal, um sábado como qualquer outro, pois é... segunda-feira ja volto a trabalhar.

Esses 10 dias em casa foram muito bons e proveitosos, curti bastante meu filhote, pude abraça-lo e beija-lo a hora que dava vontade, pude colocar a casa em ordem (arrumei algumas gavetas e armarios, que na hora da correria a gente vai so enchendo de coisas), consegui tomar sol (há mais de 2 anos não sabia o que era fritar no sol - sei que isso nao está certo, mas AMO) acordava cedo fazia tudo que tinha pra fazer e quando o Pedro dava uma folguinha ou ia dormir, la estava eu esticada no sol, tambem curti dois dias inteirinhos na companhia dos meus pais, foi muito bom, foram dias e momentos intensos ao lado deles, que ha tempos não vivia.

Mas é isso, como tudo que é bom dura pouco, segunda estarei la no escritorio denovo e férias agora.... só no final do ano.....

Bjs

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Pula-Pula

Bagunça

Eba!!!!!! Chegou o brinquedinho do Pedro mais esperado por mim. Pois é, estava mais ansiosa do que ele, na verdade nem sei porque fico gastando com brinquedos para o Pedro, ele já provou por A + B que prefere panelas, talheres, tapetinhos, livros, revistas, etc.... ele só quer brincar com  o que não pode.

Foi pensando nisso que resolvi comprar esse brinquedo, pois já que ele gosta tanto de subir na mesa, no braço e no encosto do sofá, imaginei que fosse amar esse brinquedão e gostou mesmo, ficou boa parte da manhã brincando, mas logo se interessa por outra coisa e já esquece.

Pedro e o "Nikey" (é assim que ele o chama) - Curtindo o Pula-Pula
Que lindo!!!
Até que coube bem no quarto dele!!!

Beijos

Indignação....


Gente preciso desabafar.... ontem comecei a caminhar, já viu né, a falta de tempo junto com a festança me presentearam com alguns quilinhos, deixamos o Pedro com minha sogra e fomos.

Até aí nada de extraordinário, acontece que logo que saímos ao nos aproximarmos de uma ponte próxima aqui de casa (pra quem conhece é a pontinha que vai pro Parque das Árvores) vi uma criança se enfiando entre as grades de proteção da ponte, já estava com uma perna, o braço e metade do corpinho, só faltava a cabeça, falei: 

- Léo olha aquilo que perigo, será que está sozinho?

Foi quando vimos a "mãe" numa esquina próxima, já fiquei chocada com a cena pois essa pontinha é muito movimentada e mal tem calçada, muito próxima da rua, toda essa cena aconteceu em no máximo 5 segundos, quando me aproximei da criança vi que sua cabeça passou a grade, grudei no bracinho dela, chamei a pessoa que suspeitei ser a mãe e disse:

- Essa criança é sua? (num tom de indignação e voz trêmula)

Ela respondeu:
- Sim (super tranquila, nem teria visto se o filho estivesse caído lá embaixo)

 Fiquei indignada com aquilo e disse
- Presta atenção, ele quase caiu lá embaixo....

Gente ela simplesmente chamou o menino, virou de costas e continuou conversando com alguem. Eu fiquei num estado de nervos que minhas pernas amoleceram, fiquei tremendo. Imaginem só se aquela crinaça cai da ponte? Não saberia o que fazer, acho que depois de socorrer a criança eu afogava aquela mãe.

Como pode um "ser" desse (ser mesmo porque mãe fica atenta numa situação dessas, numa rua movimentada daquela e a "coisa" conversando de costas para uma criança de aproximadamente 3 anos) deixar o filho sozinho....

Nossa até agora quando penso nisso vejo a cena da cabecinha dela atravessando a grade, tinha corpinho fino e de ladinho como ela estava teria caído sem duvida.

É isso gente, desculpe pelas palavras um tanto grosseiras, mas é isso que estou sentindo até agora sobre aquela mulher desatenta, descuidada e sem amor......

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

A Nossa Folia

Estou há alguns dias ausente, pois é... esqueci de comentar, mas estou denovo de férias, hehehe... mais 10 dias super intensos ao lado do meu filhote, curtindo cada minutinho do dia dele, ouvindo cada palavra nova que ele pronuncia e como está falando, na verdade ele ja fala tudo, pois repete tudo que ouve, nao diz frases, mas palavras isoladas diz todas, do jeitinho dele mas diz.

Esses dias de carnaval foram ótimos, de carnaval mesmo NADA, afinal de contas não gosto muito não, gosto mesmo do feriado.

Esse ano como no ano passado tivemos um carnaval bem tranquilo, também né, com criança pequena nem dá pra enfrentar o sol quente do Litoral e muito menos o transito caótico que sempre tem nessa época, preferi respeita-lo e ir pro sítio, não posso negar que adoraria ter ido pra praia, mas por enquanto penso que foi melhor assim, afinal de contas esses dias foram muito proveitosos pro meu pequeno.

Ele curtiu cada minutinho lá:  ficou na piscina (banheira pois esqueci de levar a piscininha), deu a mão pro boi lamber, andou a cavalo, pegou peixe vivo com a mão, brincou com os coelhos, conheceu os oito porquinhos recem nascidos, brincou muuuuuuuuuito com a Maria Clara, pisou na grama, dançou,  jogou bola, perdeu o medo do cocó (galinhas), brincou com os cachorros, etc.... sinceramente acho muito importante esse contato dele com os animais, acho muito saudável essa relação com a natureza e com os bichos, vou incentivar muito isso nele, a respeitar e a cuidar muito dessas preciosidades, afinal de contas as crianças são o futuro do nosso planeta e com certeza farei minha parte ensinando-o bons hábitos, com relação a lixo, preservação das espécies, respeito às pessoas,  enfim... isso já é assunto para um outro post.

Por hoje é só, voltamos do sítio ontem no final do dia e o Pedro até sonhou com os "Môus" (bois) dormindo ele falava môu, môu...tadinho, montou cavalo na cabeça da Brisa, será que ele já está sentindo saudades????? Rs.

Aqui algumas fotinhas do nosso "Carnaval Caipira"

Meu cavaleiro.
Se refrescando na banheirinha
                             
   Com o Zorro e o "Crioulo"

Agora no "Bagulho"
                           

Mamãe Porca e seus 8 filhinhos

Vó Rose vendo a pescaria


AQUI um vídeo do Pedro dominando o "Bagulho", olhem só como ele não tem medo!!!

Bjs

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Algumas Dicas


Muitas de nós tem seu dia dividido em várias tarefas, casa, filhos, médico, trabalho, família, amigos e enfim, as vezes nos falta tempo para preparar algo nutritivo e saudável para alimentar-nos , fazendo com que as vezes recorramos a pratos práticos e semi prontos ou até mesmo oferecemos aos nosso filhos algo pensando ser saudavél mas que na verdade não é bem assim. Existe uma regra conhecida por todos chamada A LEI DA COMPENSAÇÃO, de acordo com ela, as coisas boas, na maioria das vezes, não são tão boas quanto parecem, assim como as ruins também não são tão ruins quanto possam parecer à primeira vista. Em tudo há uma parte boa e uma parte ruim. Assim, importa analisar os prós e os contras para decidir o que é melhor.

Abaixo vou colocar algumas informações que tenho lido nos blogs afora, achei muito interessante, pode ser util para mais alguem. Aí vão:

NUGGETS - Ingredientes: CARNE DE FRANGO, FARINHA DE ROSCA, PELE DE FRANGO, GORDURA VEGETAL, ÁGUA, FARINHA DE ARROZ, MARGARINA, FARINHA DE TRIGO ENRIQUECIDA COM FERRO E ÁCIDO FÓLICO, PROTEÍNA ISOLADA DE SOJA, SAL, PROTEÍNA TEXTURIZADA DE SOJA, AMIDO ERITORBATO DE SÓDIO, REALÇADOR DE SABOR GLUTAMATO MONOSSÓDICO, ESPESSANTE GOMA GUAR E CORANTES NATURAIS PÁPPRICA, URUCUM E CÚRCUMA. CONTÉM GLÚTEN.
  • Farinha de rosca, farinha de arroz e farinha de trigo - alergênicos, provocadores de inflamação intestinal, refinados de alto indice e carga glicêmica, indutores de hiperglicemia, hiperinsulinemia, hipertrigliceridemia, obesidade, hiperatividade, perda de memória, glicação e perda de função renal.
  • Pele de frango - alto teor de colesterol
  • Gordura vegetal e margarina - gordura hidrogenada causadora de inflamação sistêmica, obesidade, hipercolesterolemia, doenças autoimunes, câncer, doenças neurológicas como depressão, entre outras.
  • Eritorbato de sódio - Conservante hipertensivo e altamente carcinogênico
  • Glutamato monossódico - realçador de sabor hipertensivo, causador de hipertividade, insônia, cefaléia intensa.
Dica: Vale a pena fazer tirinhas de frango empanadas, mesmo que fritas são de puro frango.


GELATINAS - Falando delas pensamos logo que são saudáveis, mas não se engane são compostas por altos índices de corantes e açúcar, reponsáveis por todas aquelas coisas que já citei no post anterior. Leia mais no blog Comer para Crescer.


Dica: Use gelatina natural sem sabor e sem corantes e misture com sucos naturais de sua preferencia, fica bem mais saudável e sem dúvida mais saborosa!!! Ou veja aqui uma receita de gelatina feita a partir do caldo de mocotó.

IOGURTE - Devido à presença de fermentos lácteos, o iogurte possui benéficas propriedades nutricionais, além de aumentar a longevidade é de fácil digestão, o que faz dele um produto muito bom para pessoas com problemas gastrointestinais. Auxilia no bom funcionamento do intestino, contém cálcio que ajuda no fortalecimento dos dentes. Pode ser indicado em casos de osteoporose e para mulheres que precisam repor o cálcio no período da menopausa. 

O iogurte pode ser encontrado em diferentes versões e são divididos em categorias, como naturais, desnatados, fazendo parte tanto da alimentação de pessoas que optam por uma alimentação equilibrada bem como daquelas que estão de dieta. O iogurte natural contém proteínas, carboidratos, vitaminas e sais minerais. O desnatado contém as mesmas propriedades nutritivas, porém com uma redução de gordura que lhe confere baixo valor calórico, sendo indicado para quem quer emagrecer e controlar o índice de colesterol. 


Dica: Aqui uma receita de Iogurte Natural que vi no Comer para Crescer.

REQUEIJÃO - Sabemos que é bem mais prático chegar numa prateleira de supermercado e pegar alguns potinhos de requeijao e levar para o consumo da família, mas não é mais saudavel nem mais saboroso que um requeijao caseiro, feito em casa e livre de estabilizantes (São utilizados para manter a aparência dos produtos, tendo como principal função estabilizar as proteínas dos alimentos), conservantes (Sua meta é evitar a ação dos microorganismos que agem na deterioração dos alimentos, fazendo com que durem mais tempo sem estragar) e os espessantes (tem a função de dar consistência ao alimento, geralmente, é de origem vegetal). 


Dica: REQUEIJÃO CASEIRO

Ingredientes:
  • 500g ricotta fresca
  • 200g manteiga com ou sem sal em temperatura ambiente
  • 1/2 - 3/4 xic. leite fervendo
Preparo:
  1. Coloque a ricotta e a manteiga em um liquidificador ou processador e pulse algumas vezes para misturar os ingredientes mais ou menos.
  2. Despeje um pouco do leite (1/4 xíc., mais ou menos) e bata bem, até ficar homogêneo. Vá acrescentando o restante do leite, até atingir a consistência desejada. Use todo o leite se quiser um requeijão mais molinho, e menos se quiser que ele fique mais firme.
  3. Acerte o sal, se necessário ou acrescente os temperos que quiser, ainda batendo.
  4. Guarde em potinhos bem fechados na geladeira. 
  5. A receita inteira como está acima rende uns 5 copinhos daqueles mesmo de requeijão (plastico) que vendem por aí, se for o caso, faça metade da receita.
Obs.: a receita original não diz quanto tempo dura o requeijão na geladeira. Aconselho ficar de olho e sentir o cheiro. 


REFRIGERANTES - Depois da água, eles são bebidas de maior consumo no mundo, aumentam o risco de doenças como obesidade, diabetes, gastrite e câncer de esôfago. Em sua composição estão conservantes, acidulantes, antioxidantes, corantes, estabilizantes, umectantes, aromatizantes, entre outras substâncias não saudáveis se ingeridas com excesso. Causando inchasso do estômago, agravam quadros de gastrite e flatulências, aumentam os níveis de colesterol e causam refluxo gástrico.

Dica: Se seu pequeno não fica sem refrigerante, aqui vai um dica mais saudavel.

Bom por enquanto é isso....
Bjs

Sucos de Caixinha?? Melhor Evitar!!



Meninas, há dias estou pensando em fazer um post sobre sucos de caixinhas, vejo o quanto eles são consumidos pelas crianças e sempre desconfiei de sua eficácia na saúde delas, não tenho o hábito de oferecer isso ao Pedro, com exceção de um único dia, mas sinceramente, nem a cor nem o gosto me agradaram (muito doce) agora na falta de um suco natural, sempre dou água.

Em casa não falta aquele suco natural de uva que é bem saudável e não tem adição de açúcar são vendidos em garrafas de vidro em dois tamanhos 1lt e uma outra menor. Quando não tenho laranja, limão ou me falta tempo para preparar um suco mais trabalhoso, dou esse suco de uva, misturo com um pouco de água porque ele é bem concentrado. E porque não dou sempre água no lugar do suco??? Porque ele pede SUCO, ama água, mas tem hora que enjoa né? Daí ele pede, é apaixonado por suco!!!!

Também prefiro dar sucos que não necessitam ser adoçados, tipo: laranja, maçã uva... mas as vezes “rola” um “suquinho” de maracujá, limão... que não tem jeito, tem que ter um pouquinho de açúcar, menos mal pois são naturais.

Essa semana estava lendo uma matéria que a Época publicou em seu site (aqui), sobre os sucos de caixinhas tetrapak e garrafinhas de plástico vendidas em supermercados, padarias, etc. Vi que não me equivoquei ao desconfiar desses produtos, claro que todo mundo sabe que os naturais feitos da própria fruta são muuuuuuuito mais saudáveis, mas pouca gente sabe das conseqüências que os corantes, aromatizantes e açúcares (em alguns casos até adoçantes) causam na sáude de seus pequenos. Pois então eles podem causar alergias, disfunções metabólicas e digestivas, e até câncer. Fica a dica: Não transforme em hábito o consumo dessas bebidas. O ideal é que a criança beba sucos naturais, feitos em casa, não demora mais que cinco minutinhos e vale muito a pena.

Obs: Procurando sobre esse assunto, tentei encontrar algum suco desses práticos, para levar numa viagem ou para uma hora de sufoco e encontrei um produto chamado “Sucos Suvalan” tem três sabores (uva, maçã e mix) que diz ser 100% natural e sem adição de açúcar, acho que vale a pena conferir. Alguém conhece??? Busquei no site e vi que a empresa  está localizada no Vale dos Vinhedos no RS e que aqui na minha região não há distribuidores deles, mas fica a dica pra quem mora em SP e no Sul.

Bjs

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

1 Ano e 6 Meses!!!!!!!


Meu filho hoje você está completando um ano e seis meses de vida e posso te dizer? Sinto uma alegria tão grande em meu coração, em ter você por perto. Confesso que as vezes me sinto cansada, exausta, impaciente, mas daí vem você com seu jeitinho e com esse sorriso lindo, que me amolece toda. 

Seu sorriso me transforma, quando estou triste ele me dá forças, quando estou cansada ele me dá ânimo, quando estou impaciente ele me dá sabedoria e sempre modifica tudo que estou sentindo.

Me sinto tão capaz de amar e me sinto muito amada também!!!

Nunca imaginei que fosse capaz de sentir algo assim, um amor que não quer nada em troca, se satisfaz com a sua satisfação, sua alegria, seu bem estar, sua saúde... me sinto muito orgulhosa de ser sua mãe, você é um fofo, uma criança encantadora, muito alegre, que cativa todas as pessoas que te olham, só um parentenses sobre seu sorriso: ele não só me transforma, como transforma todas as pessoas que o recebe.

Sabe filho você está numa fase muito gostosa, interage com todos, beija, abraça, diz palavras doces e engraçadas de ouvir, faz um bico lindo quando diz certas coisas, que me dá uma vontade louca de te morder. Você ama os cachorros assim como a mamãe, ama banho frio também, adora ficar descalço, descabelado, quase sem roupa.... hehehe, somos bem parecidos.... só não precisa puxar meus defeitos ta? Me dou conta deles, pode deixar isso pra mim.

Enfim meu amor por você é tão grande que não cabe dentro desse pequeno coração aqui, peço sempre a Deus que me dê sabedoria e muito amor para trilharmos nosso caminho sempre juntos e para te educar da melhor maneira. Sei que não sou perfeita, nem desejo ser, cometo erros que depois de refletir percebo que eles me ensinam muita coisa e vejo o quanto você tem feito de mim uma pessoa melhor a cada dia.

Aqui vou citar uma parte da carta de São Paulo onde descreve o verdadeiro sentido do amor, posso dizer que meu amor por você é assim:

..."O amor é paciente, é benfazejo; não é invejoso, não é presunçoso nem se incha de orgulho; não faz nada de vergonhoso, não é interesseiro, não se encoleriza, não se alegra com a injustiça, mas fica alegre com a verdade. Ele desculpa tudo, crê tudo, espera tudo, suporta tudo. O amor jamais acabará"...

Obrigada por tudo, por ser exatamente como você É e por completar minha vida!!!

TE AMO!!! Feliz 18 meses.....

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Brincando de Escovar os Dentes!!!

Gente não sei o que acontece....

... quando o Pedro era um "bebezinho" que nem tinha dentes, ele amaaaaaaaava quando eu escovava sua gengiva rosinha, ria e abria um bocão para eu acariciar sua boca banguela com uma dedeira de silicone, a prova disso está aqui.

Acontece que agora ele cresceu e passou a não gostar mais desse momento, quer dizer... gostar ele gosta, mas acha que é brincadeira e  fica degustando o docinho da pasta. Sempre que entra no banheiro ou vê um de nós escovando os dentes ele pede a escova "cova" e a pasta "pá", ele simplesmente começa a chupa-las.

Depois do jantar sento com ele na cama e começo uma tarefa (hoje) um tanto complicada, por que ele não abre a boca, brinco, dou risada, escovo o dente do cavalo, do urso, o meu..... enquanto isso vou tentando, uma escovada aqui outra ali, vou dando meu jeito, perfeito não fica, mas é o que  estou conseguindo fazer por enquanto, não quero tornar esse momento traumático para ele (já vi mãe forçando tanto a barra que a criança escovava o dente chorando e com muita ânsia), acho lamentável esse tipo de atitude.

Com cautela e jeitinho acho que aos poucos ele se acostuma, só espero que dessa maneira esteja sendo suficiente para não causar maiores problemas no futuro (não tão distante), aff!!!

Alguém tem alguma tática infálivel para essas horas???

Bjs

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Vacina contra GRIPE A (H1N1)



ATENÇÃO!!!!

Começa dia 08 de março a campanha de vacinação contra  a gripe A (H1N1).

Gestantes – 22 de março a 7 de maio
Crianças de 6 meses a 2 anos – 22 de março a 2 de abril

Para saber mais detalhes clique aqui

Bjs

Mais sobre ALIMENTAÇÃO!!!


Gente achei uma matéria super bacana na "net", estava procurando sobre alimentos congelados e encontrei mais do que na verdade em buscava.

Tirei minhas dúvidas sobre polpa de frutas congeladas, dentre outras.  Inclusive tem um link que ensina fazer um caldo de carne, frango, peixe e legumes suuuuuuuuuuuuuuper nutritivos. Creio que  essas informações possam ser úteis para algumas mães.

Vejam abaixo:

Sinal verde para...

Vegetais frescos. Nada melhor do que frutas, verduras e legumes fresquinhos, consumidos no momento do preparo, o que ajuda a conservar os nutrientes. Tente planejar o que vai precisar no começo da semana, para comprar a quantidade certa de uma única vez. Você também pode lançar mão de serviços como feira delivery ou supermercado pela internet, deixando encomendado com antecedência aquilo de que vai precisar e recebendo em casa, poupando horas preciosas.

Tente já guardar tudo lavado e pronto para usar. Quando for cozinhá-los, use o mínimo de água possível, já que no cozimento ela suga nutrientes dos alimentos. Não jogue esse caldo fora depois, pois ele é riquíssimo em vitaminas e minerais. Aproveite para cozinhar nele o arroz, por exemplo, ou congele para usar mais tarde.

Caldos congelados. Os caldos de carne, frango e vegetais aparecem em boa parte das receitas para bebês. Não é à toa: quando preparados em casa, eles são uma poção quase mágica, cheia de vitaminas e proteínas. Mas nem pense em usar cubinhos de caldo pronto, que são pobres em nutrientes e têm muito sal. A dica para ter seu próprio caldo sempre à mão é preparar de uma só vez uma grande quantidade. Prepare três ou quatro panelas (veja as receitas) e, depois de pronto, congele em porções de 250 ml, em sacos plásticos próprios para alimentos congelados ou em potinhos.

Para poder variar os sabores a cada refeição, cozinhe os legumes do dia no caldo pronto. E atenção: marque nos potinhos o dia e o mês em que você preparou o caldo. Mesmo congelado, não é recomendável utilizá-lo após três meses.

Sopa congelada. É importante variar os sabores das sopinhas, para que seu bebê aprenda a comer de tudo. Mas se a correria está muito grande, lance mão do freezer. O processo é simples, mas você precisa tomar alguns cuidados para preservar os nutrientes e não deixar bactérias contaminarem sua comida. Prepare uma quantidade maior de sopa de uma só vez, sem sal nem temperos, que ficam mais concentrados no congelamento.

Logo que ficar pronta, tire a panela destampada do fogo e coloque dentro de um recipiente com água com gelo, para que ela esfrie rapidamente isso ajuda a conservar as vitaminas e minerais. Em seguida, distribua sobre potes de vidro previamente lavados e fervidos. Tampe, etiquete e congele rapidamente.

Não há um prazo muito rígido para consumir as sopinhas, mas para evitar que elas percam nutrientes e sabor, use em até dez dias. Na hora de fervê-la, tempere e misture com os vegetais do dia, caldos diferentes ou ervas, que ajudam a variar os sabores e acrescentar vitaminas.

Água-de-coco. A partir dos seis meses, abuse da água-de-coco. Ela é um excelente hidratante, rico em sais de potássio e ainda auxilia o bom funcionamento do intestino. Se não der para usar a natural, abasteça a despensa com a versão em caixinha. (neste caso acho melhor ter um trabalhinho a mais e oferecer a natural)

Sinal amarelo para...

Sopas e papinhas industrializadas. As prateleiras dos supermercados estão cheias de preparos prontos para o bebê, e pode ser uma tentação usá-las para substituir as horas no fogão. Mas atenção! Elas são ótimas para levar em viagens ou passeios, já que não precisam de refrigeração. Mas seu uso não deve virar rotina. O motivo é simples: com poucos tipos sabores, cores e texturas, e quase nada de tempero, elas não oferecem a variedade de que seu filhote precisa para ter uma alimentação de qualidade. Na pressa, outra opção é comprar as sopinhas caseiras industrializadas , que são elaboradas artesanalmente e vendidas congeladas.

Vegetais higienizados. São aqueles que já vêm descascados e picados. O problema é que eles perdem muitos nutrientes nessa manipulação. Assim como os vegetais congelados, vendidos em saquinhos, eles são uma boa opção em dias de correria extrema, mas não devem virar rotina, sob o risco de deixar seu baby sem os nutrientes de que ele precisa. Além disso, são muito mais caros. Mantenha alguns pacotes na geladeira só para os momentos de emergência.

Polpa de fruta congelada. É aquela velha história: a fruta natural é bem melhor e mais nutritiva. Mas, se o tempo é curto, lance mão dessa alternativa. Só cuidado para não transformar em hábito.

Farinhas para criança. Farinha láctea, misturas para vitamina, mingaus vitaminados... São latas e mais latas de preparados que prometem vitaminas e energia para o filhote. Podem ser uma boa, desde que oferecidos sem exagero e não várias vezes ao dia. Além de muito calóricas, essas farinhas costumam conter açúcar demais e, no primeiro ano, é melhor evitar sabores doces que não sejam naturais, como o das frutas.

Sinal vermelho para...

Sucos artificiais. Fique de olho no rótulo: muitos sucos se passam por naturais, quando na verdade estão cheios de conservantes, corantes, aromatizantes e açúcar além da conta. O risco do bebê desenvolver uma alergia a esses aditivos químicos não compensa a praticidade. Além disso, a quantidade de nutrientes presente nessas bebidas é muito pequena, isso quando existe. Se precisar comprar um suco pronto, prefira os orgânicos, com alta concentração de polpa e, de preferência, sem açúcar nem aditivos.

Salgadinhos, sorvetes, e bolachas recheadas ou com cobertura. Você deve estar pensando mas é tudo do que criança gosta! . Sim, mas também são alimentos ricos em corantes e gordura trans a grande vilã do momento que aumenta o colesterol e o risco de doenças cardíacas no futuro. Não caia na armadilha dos rótulos vitaminados , porque o prejuízo não compensa eventuais nutrientes. Prefira biscoitos integrais, de preferência aqueles que trazem no rótulo o selo livre de gordura trans.


Troque por saúde
sorvete de massa por picolé de fruta ou frozen yogurt
queijos amarelos por queijo branco
leite integral por leite semi-desnatado
iogurtes integrais por iogurtes desnatados e com polpa de frutas
cereais com açúcar por cereais integrais
bolachas por frutas e pão integral
refrigerantes e sucos artificiais por água, suco natural e água de côco

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Bagunça com o Papai!!!

Domingo a noite e o Pedro no maior pique!!!

Detalhe, o léo pára e ele pede mais...

Ai que Calor!!!!!!

Nossa esse final de semana foi muito quente por aqui, quer dizer acho que em toda parte do país foi assim, muito gostoso pra ir pra praia, cachoeira, até mesmo pro sítio.... como não podiamos viajar, optamos por ficar em casa mesmo e curtir mais o filhote, afinal de contas no sítio ele fica mais disperso.

Não resisti e coloquei o Pedro na piscininha ele ama!!! Ainda mais na companhia da boba da Brisa.

Nem eu resisti a um refrescante banho de mangueira!!!


 
 
   
  
   

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

A GRANDE Estréia!!!!

Uhuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!

Meninas, estava hoje de manhã lavando a louça do café, eis que surge o Pedro com a mamadeira vazia na mão, dizendo que tinha mamado tudo e que queria fazer cocô.

Por um instante achei que fosse gracinha dele, mas depois de alguns segundos dei um crédito ao que ele havia dito e disse: Vamos fazer cocô lá no troninho??? Corre, corre, corre.... ele foi todo animadinho, tirei sua fralda e o sentei, segurei em sua maozinha fingi que estava fazendo força com ele, ele repetiu minha ação (imaginem a cena, kkkkk) e tibum.....

Que lindooooooooooooooooooo, foi tão rápido, não imaginei que fosse ser esse sucesso todo!!!!

Tirei até foto.... hehehe
Beijos

Meu "Cara Pintada"

Pedro no sítio dia 31 de janeiro, todo sujo depois de o tio "Sordado" ter sujado seu rosto.

Danado passou a mão no fundo preto da panela (fogão de lenha) e pintou meu lindo!!!!

Porque se sujar faz bem....
Cheio de brinquedos e ele insiste em brincar com as panelas 

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Socorrooooooooo


Socorroooooooooooo!!!!!

Alguém sabe me dizer se a criança passa por uma fase que só quer a mãe??? Ninguém no mundo serve, só a mãe????? Meninos e meninas são assim ou só os meninos com as mães?????

Meninas o Pedro está desse jeitinho, não pode me ver que faz uma manha, pára o que estiver fazendo e quer vir comigo, tá vou... ele pede pra eu sentar, eu sento..... ele faz manha porque não sentei onde ele queria..... mudo de lugar, ele pede colo..... pego, ele faz manha por quer que eu fique de pé...... fico de pé ele quer me levar em algum lugar.... se não vou.... MANHAAAAAAAAAAAAAAA e assim vai o dia todo.

Complicado, ele fica uma belezinha sem mim, na casa da minha mãe e da minha sogra ele é uma graça, não chora, não faz manha... SÓ COMIGOOOOOOOOOOOO!!!! É raro almoçar tranquila, hoje tive que comer sentada no chão da cozinha, não sei porque, mas ele se incomoda muito em me ver sentada na cadeira, sempre tenta me tirar, fica me empurrando, uma loucura!!!!

Ontem tive um dia daqueles aqui no escritório, clientes, "chefe", vendedores.... sem brincadeira uma hora fico louca, hehehe....

Vou pra casa na esperança de descançar, que nada, lá tem mais trabalho que aqui. Não é sempre, mas ontem quis me trancar num quarto e engolir a chave, como não podi fazer isso, fiquei torcendo pro Pedro colaborar comigo e ficar bonzinho, brincando quietinho, enquanto eu ajeitava tudo, cuidava dos caes, tomava um banho (ahhhh só pra explicar a ausência do léo... ele chega quase 1 hora depois de mim).... NADA foi tudo ao contrário, apertei meu OFF e por alguns momentos fingia que não era comigo, o Pedro andava atrás de mim, me segurando pelas pernas, querendo chamar minha atenção de todo jeito. Entendo que ele sinta falta de mim, que queira ficar perto e que não tem discernimento para entender que não tive um dia legal, que estou cansada, mas gente EU NÃO SOU DE FERRO, nem sou a MULHER MARAVILHA, mesmo sabendo disso me culpo.

O léo chegou percebeu meu jeito, perguntou se queria conversar e disse que NÃO (nessas horas prefiro assim) que logo passava. Só hoje consegui falar pra ele o porquê de tudo aquilo (estresse) ontem. Ainda bem que ele me entende e tenta muito me ajudar, sempre consegue mas em se tratando de Pedro "nessa fase" de só querer a mãe,  não tem jeito, sobra mesmo pra mim.

Será que nosso estresse afeta a a criança???  Alguém me acha estranha por esse sentimento de querer me isolar???? Sumir????? Espero que não seja a única, sou humana e tenho minhas falhas e meus momentos de surto....

Graças a Deus me controlo muito bem em casa, não descarrego nada nele, só quem em alguns momentos não tenho paciencia pra brincar, dançar, sorrir, pular.....

Beijos

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Luta pela Sobrevivência!!!

Confesso que já tinha visto essa foto conhecida no mundo todo, mas só hoje soube de sua veracidade e da história que a compõe.

Essa é a luta de Julie e Alex Arms que durante muito tempo tentaram ter um bebê. Julie, enfermeira de 27 anos, sofreu dois abortos antes de grávidar de Samuel. Completadas 14 semanas de gestação, começou a sentir fortes câimbras e após um exame de ultra-som foram revelados sérios problemas com o feto, seu cérebro estava mal-formado e a espinha dorsal mostrava anomalias (espinha bífida) nesse caso Samuel poderia viver futuramente com grandes limitações.

De acordo com Alex, 28 anos (pai) eles sentiram-se sem chão diante dessas notícias, mas o aborto nunca seria uma opção. Decidiram procurar solução, encontraram informaçãoes sobre o médico Dr. Joseph Bruner (cujo dedo é "segurado" por Samuel na foto - especialista em cirurgia fetal)

Essa anomalia (espinha dorsal bífida) pode causar sérios danos cerebrais, paralisias e até mesmo incapacidade total. Porém, sendo corrigida antes de o bebê nascer, muitas são as chances de cura. Sabendo do grande risco (pelo fato do bebê não poder nascer ainda naquele momento) os Arms decidiram recomendá-lo a Deus. A operação realizada no dia 19 de agosto de 1999 foi um sucesso.

Samuel nasceu em perfeita saúde no dia 02 de dezembro de 1999.
A notícia se espalhou pelo mundo, o texto que acompanha as fotos diz que o bebê agarrou a mão do doutor. Há algumas duvidas sobre esse texto, na internet também há um texto dizendo, que em um entrevista ao jornal USA Today, o doutor explicou que o fato da mãe estava completamente anestesiada, o feto permaneceu inerte, disse também que ele mesmo pegou a mãozinha do Samuel para testar-lhe os reflexos.

Independente de qual seja a verdade, temos certeza que Deus estava no comando das mãos desse médico ao realizar essa cirurgia.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Vocabulário para Netos - Lindo!!!!


Acabei de receber um email lindo do meu sogro e gostaria de posta-lo aqui, procurei na net em forma de texto pois o que ele me mandou está em formato power point.

Meu sogro quero deixar registrado aqui meus sinceros votos de felicidade, saúde e paz que Deus o abençõe sempre. Feliz Aniversário!!!!

Postei aqui o email que me mandou, o Pedro um dia o lerá.

Um abraço carinhoso
Giovana e Pedro!!!!

Aí vai:

VOCABULÁRIO PARA NETOS
Quem sabe um dia, quando forem adolescentes e tiverem oportunidade de ler o que eu escrevi, procurem raciocinar sobre as palavras lá contidas, e amando-as, as deixem entrar e morar em seus corações.
 
Engraçado é que este exercício me levou a uma séria reflexão sobre a pobreza das palavras, notadamente quando queremos expressar nossos sentimentos.
 
O que sentimos é imensamente mais belo e rico, de mais profundidade do que aquilo que conseguimos grafar.
Parece que quanto mais simples somos em nossa comunicação, mas nos fazemos entender e mais tocamos a corda do sentimento de quem nos lê ou escuta.
 
Foi por causa dessa reflexão sobre a simplicidade das palavras em nossa comunicação, que introduzi o texto abaixo neste livro, convidando os leitores para que também meditem nas palavras que utilizam, principalmente no relacionamento com quem amam.

Meu guia espiritual, Francisco, me advertira de que trataríamos de um drama muito sofrido. Que começasse pela ternura. Portanto, o texto é também uma tentativa de preparar o leitor para as dores que serão narradas.

O texto a seguir, foi retirado do livro:
"O homem que veio da sombra"

Adeus: É quando o coração que parte deixa a metade com quem fica.

Amigo: É alguém que fica para ajudar quando todo mundo se afasta.

Amor ao próximo:É quando o estranho passa a ser o amigo que ainda não abraçamos.

Caridade: É quando a gente está com fome, só tem uma bolacha e reparte.

Carinho: É quando a gente não encontra nenhuma palavra para expressar o que sente e fala com as mãos, colocando o afago em cada dedo

Ciúme: É quando o coração fica apertado porque não confia em si mesmo.

Cordialidade: É quando amamos muito uma pessoa e tratamos todo mundo da maneira que a tratamos.

Doutrinação: É quando a gente conversa com o Espírito colocando o coração em cada palavra.

Entendimento: É quando um velhinho caminha devagar na nossa frente
e a gente estando apressado não reclama.

Evangelho: É um livro que só se lê bem com o coração.

Evolução: É quando a gente está lá na frente e sente vontade de buscar quem ficou para trás.

Fé: É quando a gente diz que vai escalar um Everest e o coração já o considera feito.

Filhos: É quando Deus entrega uma jóia em nossa mão e recomenda cuidá-la

Fome: É quando o estômago manda um pedido para a boca e ela silencia.

Inimizade: É quando a gente empurra a linha do afeto para bem distante.

Inveja: É quando a gente ainda não descobriu que pode ser mais e melhor do que o outro.

Lágrima: É quando o coração pede aos olhos que falem por ele.

Lealdade: É quando a gente prefere morrer que trair a quem ama.

Mágoa: É um espinho que a gente coloca no coração e se esquece de retirar.

Maldade: É quando arrancamos as asas do anjo que deveríamos ser.

Mediunidade com Jesus: É quando a gente serve de instrumento em uma comunicação mediúnica e a música tocada parece um noturno de Chopin.

Morte: Quer dizer viagem, transferência ou qualquer coisa com cheiro de eternidade.

Netos: É quando Deus tem pena dos avós e manda anjos para alegrá-los.

Obsessor: É quando o Espírito adoece,manda embora a compaixão e convida a vingança para morar com ele.

Ódio: É quando plantamos trigo o ano todo e estando os pendões maduros a gente queima tudo em um dia.

Orgulho: É quando a gente é uma formiga e quer convencer os outros de que é um elefante.

Paz: É o prêmio de quem cumpre honestamente o dever.

Perdão: É uma alegria que a gente se dá e que pensava que jamais a teria.

Perfume: É quando mesmo de olhos fechados a gente reconhece quem nos faz feliz.

Pessimismo: É quando a gente perde a capacidade de ver em cores.

Preguiça: É quando entra vírus na coragem e ela adoece.

Raiva: É quando colocamos uma muralha no caminho da paz.

Reencarnação: É quando a gente volta para o corpo, esquecido do que fez, para se lembrar do que ainda não fez.

Saudade: É estando longe, sentir vontade de voar, e estando perto, querer parar o tempo.

Sexo: É quando a gente ama tanto que tem vontade de morar dentro do outro.

Simplicidade: É o comportamento de quem começa a ser sábio.

Sinceridade: É quando nos expressamos como se o outro estivesse do outro lado do espelho.

Solidão: É quando estamos cercado por pessoas, mas o coração não vê ninguém por perto.

Supérfluo: É quando a nossa sede precisa de um gole de água e a gente pede um rio inteiro.

Ternura: É quando alguém nos olha e os olhos brilham como duas estrelas.

Vaidade: É quando a gente abdica da nossa essência por outra, geralmente pior.

Coisa de Criança....


Há muito tempo o Pedro tem o costume de trazer nossos calçados para colocar em nossos pés e o curioso é que ele pega o sapato certo, tipo ele sabe bem diferenciar os meus, dos do Leonardo, dá vó Rose, da bisa Alice, enfim ele sempre fez isso, as vezes quer calçar até os cachorros, hehehe

Hoje depois do almoço, o Pedro entrou no closet do meu pai e saiu calçado com seu mega sapato de couro, calçou os pés corretamente e foi andando pela casa, minutos depois não se ouvia mais nenhum ruído nem dos sapatos nem do Pedro, quando meu pai decidiu procura-lo, o0 encontrou dentro de seu possante debaixo de um sol escaldante no meio do quintal e com os sapatos, hehehe. Fala sério, e o pior.... eu não estava lá para registrar essa cena inusitada, hehehe.

Até....

Oh dúvida cruel!!!


Ontem precisei ir embora da fábrica um pouco mais cedo e depois de alguns momentos super proveitosos em casa com o Pedro cheguei a pensar na hipótese de mudar de profissão e me tornar mãe em tempo integral.

Sabe uma hora a mais do dia com ele, pude sentar no quartinho dele e fazer uma bagunça com seus brinquedos, dançamos, deixei ele por alguns momentos sem fralda (estava um calor absurdo aqui), coloquei-o no troninho (mas não adiantou nada e ele acabou fazendo xixi em cima do meu edredon KING num momento de descuido meu) , ele me ajudou com alguns afazeres da casa (do jeitinho dele, mas se achando super útil) e na verdade era útil, dei banho nele de pé no box do banheiro e o ensinei a segurar na parede, muito fofo, enfim muitos momentos que diariamente são tão corridos que me resta brincar um pouco, alimentá-lo a noite, dar banho e faze-lo dormir grudadinho em mim antes de ir pro berço.

Será que esses momentos ao lado dele não podem ser fundamentais para sua formação??? Sempre achei que não, pois quando estamos juntos tento suprir ao máximo suas necessidades e quando está com minha mãe, sei que ela demonstra todo carinho, amor e afeto por ele, as vezes até com mais paciência do que eu. Mas depois de ontem acho que senti falta disso, desses momentos que passam rápido demais e que talvez eu não tenha tempo nem oportunidade de revivê-los.

Por outro lado penso no meu dinamismo, no desenrolar dos meus dias na empresa, abandonar algo que me dedico há quase 15 anos em nome de ser uma mãe maravilhosa, que é quase impossível, afinal de contas o ideal não existe, tento o que é possível, ser uma boa mãe e cuidadosa, não ter meu dinheiro, não ser reconhecida, penso que tudo isso também não seria fácil.

Acho que por enquanto o melhor é deixar as coisas como estão, entendendo que não preciso tirar nota máxima em tudo, de que meu filho pode ficar em alguns momentos sem mim e que ele fica muito bem sob os cuidados de minha mãe (o que me tranquiliza muito). Sei que estou dando a ele o MEU melhor, que nem sempre significa quantidade e sim qualidade. Sei que posso conciliar as duas coisas, até porque tenho uma vantagem muito grande de trabalhar com meu pai e se um dia precisar faltar ou ir embora mais cedo (como já aconteceu) sei que não terei problemas. Todos os pais devem ter consciência de que não são TUDO! Somos importantes, precisamos estar próximos, mas sem dúvidas dá pra fazer isso trabalhando e no final nos sentimos ótimas sabendo que somos capazes, que tiramos de letra o trabalho e a educação dos filhos e o "cuidado" com o marido e a casa, como sempre digo, é desgastante, mas a recompensa supera o cansaço.

Beijos.